A Fundação
Os Arquitectos
A Documentação
Património Edificado
Investigação
Edições
Conferências
Colóquios
Exposições
Cursos
Visitas Guiadas
Viagens Culturais
Outras iniciativas
Gravações vídeo
Newsletter
Contactos
Loja
Destaques
Carrinho de Compras
Arquivo digital
Catálogo bibliográfico
facebook
facebook

A Documentação

 

José Marques da Silva, L’entrée d’un Musée-Bibliothèque, 1892.
[trabalho académico Atelier Laloux], 54,5x95,5 cm,
Tinta-da-china e aguarela sobre papel.


O Sistema de Informação é uma totalidade formada por informação registada num qualquer suporte (documento), produzida por uma diversidade de actores e recebida de uma multiplicidade de proveniências, o que significa que livros, revistas, cartas, memórias, relatórios, projectos, processos de obras, desenhos, pinturas, esculturas, móveis, gessos, etc. são documentos muito díspares entre si, mas que possuem a uni-los alguns denominadores comuns - pertenceram ou foram produzidos por determinadas pessoas de uma família, sendo por elas usados nos respectivos contextos em que decorreu a sua vida. E esta diversidade documental unificada pelo contexto familiar e a acção de seus membros/actores insere-se perfeitamente na unidade sistémica que a envolve e lhe confere pleno sentido.


A estrutura dos Sistemas de Informação da Fundação Marques da Silva (FIMS) disponíveis para consulta, é dupla: pessoal e familiar. Significa isto que documentos e objectos produzidos e acumulados por uma pessoa isolada ou por uma Família, composta ao longo de gerações por vários membros ligados entre si, podem ser acedidos, independentemente de uma pesquisa selectiva documento a documento ou objecto a objecto mediante a catalogação respectiva, percorrendo o Quadro Orgânico-Funcional (QOF). Este quadro no caso de uma Família está estruturado em gerações e dentro destas por casal principal e irmãos de um dos cônjuges, sendo a documentação e objectos distribuídos de acordo com a identificação da sua pertença. Para cada pessoa, documentos e objectos aparecem distribuídos pelas principais fases orgânicas de vida: infância (até 12/14 anos); adolescência e juventude (14/24 anos); e adultez (25 anos em diante).


Informação bibliográfica, arquivística e museológica está sustentada em bases de dados específicas mas interconectadas no que respeita à pesquisa que é possível fazer nelas porque o QOF, por exemplo, da Família Marques da Silva Moreira da Silva está presente nas três Bases, sendo assim possível pesquisar as publicações, os documentos vários e os artefactos tridimensionais que lhe pertenceram ao longo da vida.


Todos os acervos documentais na posse ou à guarda da FIMS são geridos pelo Serviço de Documentação e Informação Arquitectónica e Artística (SDIA) e podem ser consultados mediante marcação prévia.



Consultar regulamento SDIA
Consultar tabela de preços
Consultar formulários de utilizador
 






© fundação instituto arquitecto josé marques da silva / uporto / design: studio andrew howard / programação: webprodz